Comida como remédio: startup com sede na Flórida oferece sopas nutritivas


Extra Information

Por Letícia Fernandes

 

A startup norte americana ‘aha Pure Foods‘ tem um objetivo principal: prover a dose diária de minerais, vitaminas, ervas medicinais e temperos que estão faltando na dieta tradicional americana. O resultado desse objetivo foi uma linha de sopas que combina cogumelos, cúrcuma e outras poderosas plantas encontradas ao redor do mundo.

A dieta plant-based ainda é encontrada nas listas das principais tendências alimentícias para 2019 e a indústria continua inserindo opções que atendam à essa demanda em seus portfólios.  As marcas querem atingir o consumidor convencional, que procura balancear o consumo de carnes e vegetais sem adotar dietas malucas com jejuns.

Produtos naturais, com benefícios para a saúde e que têm clean label estão em alta, e o cotidiano corrido das pessoas tem colocado em voga a necessidade de alimentos e bebidas que ofereçam algum alívio para o estresse, beneficiando o humor e o bem estar.

A aha Pure Foods foi fundada há alguns anos atrás quando um dos fundadores, Wayne Garland, entrou em uma jornada contra seu diagnóstico de câncer terminal. Garland procurou a filosofia anciã e a medicina tradicional asiática.

Acreditando nos conceitos dessa filosofia, Wayne se juntou ao chef Alfie Crescentini para transformar em realidade o lema de “a comida é o remédio”. Com sopas artesanais cheias de nutrientes essenciais,  antioxidantes, probióticos e fibras, cada receita representa uma experiência culinária projetada para modificar o sistema imunológico. 

Crescentini e Garland acreditam na necessidade de uma comida fácil de preparar, saudável e bem cozida, do que na conveniência de consumir alimentos ultra processados. Os consumidores estão cada mais conscientes sobre o que ingerem e os alimentos saudáveis e funcionais vêm ganhando as prateleiras dos supermercados.

 

Fonte: Food Ingredients First.