Nos Estados Unidos, a couve abre espaço para os leites vegetais e bebidas fermentadas em sua lista de “superalimentos”


Extra Information

Por Letícia Fernandes

 

Quem diria, após anos dominando a lista de superalimentos mais procurados pelos norte americanos, a couve finalmente saiu do top 10.

Em seu lugar: alimentos fermentados, abacates e sementes. As informações são da pesquisa feita pelo Today’s Dietitian ‘What’s trending in nutrition‘.

Os produtos fermentados, como iogurtes, kefir, kombucha, tempeh e miso, são escolhas populares entre os consumidores e isso se dá pelos seus benefícios à saúde e poderes anti-inflamatórios.

A popularidade dos alimentos plant-based também vem influenciando no que é considerado um superalimento em 2019, a pesquisa aponta. Leites vegetais, por exemplo, estão na décima posição da lista.

Além dos alimentos veganos e fermentados, encontramos ainda na lista alguns grãos tradicionais, frutas exóticas, mirtilo, beterraba e coco.

Muitos desses produtos são considerados premium e custam mais caro que outros produtos, mas pela primeira vez os consumidores estão dispostos a pagar mais. Milagres de 2019!

É claro que a saudabilidade tem principal influência nessa mudança de hábitos. A preocupação com a saúde tem superado a preocupação com sabor e custo.

A única consideração ainda não ultrapassada pela questão da saúde, é a questão da conveniência. Mas segundo a pesquisa, podemos esperar que essa seja a principal preocupação dos consumidores nos próximos anos, seguida de custos, sabores, orgânicos, naturais, sem glúten, etc.

 

Veja mais no site da Food Navigator USA!

 

Gostaria de se aprofundar nos assuntos? Abaixo disponibilizamos links para leitura complementar!

Estamos sempre buscando tendências sobre a revolução na cadeia de alimentos. Conhece alguma? Quer saber mais? Entre em contato.