O fast food está se tornando mais fácil e mais saudável


Extra Information

Tradução e adaptação por Letícia Fernandes

 

Logo, consumidores esperando em longas filas nos drive-throughs para satisfazerem sua vontade por McNuggets e Coca-Cola será algo do passado. Quebrando o modelo que vem sustentando há 60 anos, a rede McDonald’s tem passado por uma série de renovações, a fim de atender às preferências da população e competir com novas redes de alimentos (mais inovadoras) que estão surgindo.

Em uma análise sobre os competidores do McDonald’s, como Wendy’s, Burger King e Chick-fil-A, constata-se que o que vem atraindo consumidores millenials e aumentado as vendas, nos últimos 5 anos pelo menos, é um modelo de menu mais enxuto, porém voltado para os lanches mais populares, e o uso de hambúrgueres frescos e preparados na hora.

A renovação mais polêmica levantada pela rede, com certeza, é a troca do hambúrguer congelado pelo fresco. Enquanto servir hambúrgueres frescos já é uma norma para muitas lanchonetes, como Wendy’s e In-N-Out Burger, os hambúrgueres congelados têm sido marcantes na história do McDonald’s há décadas.

Steve Easterbrook, CEO do McDonald’s desde 2015, vem prometendo ‘carne fresca’ nas lanchonetes em uma tentativa de atrair o público com “aspirações saudáveis” a escolherem a rede, em vez de outras. Analistas da Credit Suisse estimam que 15% desse potencial novo consumidor do McDonald’s pode vir diretamente de sua competidora, Wendy’s.

Além dessa mudança, a rede também pretende cortar o xarope de milho rico em frutose presente nos pães e também remover conservantes artificiais dos Chicken McNuggets. Apesar dos benefícios que a mudança para ingrediente mais saudáveis possa trazer, o consumidor pode se preparar para esperar alguns minutos a mais no atendimento, visto que a preparação do hambúrguer fresco pode ser um minuto mais longa do que dos congelados.

Com uma iniciativa denominada ‘Experience of the Future’, a rede McDonald’s também pretender inovar em suas lanchonetes, incluindo a instalação de quiosques para autoatendimento e “table location technology“, algo como um “rastreador de mesas”.

Todas essas mudanças contribuíram para que outras franquias, analistas e consumidores pudessem dar sua opinião e contribuição – o impacto deve ser grande! E o McDonald’s está preparado para receber críticas no curto prazo, esperando que a longo prazo os resultados sejam muito satisfatórios.

Fonte: Plug and Play Tech Center

 

Gostaria de se aprofundar nos assuntos? Abaixo disponibilizamos links para leitura complementar!

Estamos sempre buscando tendências sobre a revolução na cadeia de alimentos. Conhece alguma? Quer saber mais? Entre em contato.