Transformando alimentos desperdiçados em bebidas interessantes


Extra Information

Por Letícia Fernandes

 

E dando seguimento à matéria sobre empresas que combatem o desperdício de alimentos ao inventarem novos e inovadores produtos, hoje apresentaremos algumas empresas que focam no nicho das bebidas.

A Render, por exemplo, é uma startup da Bay Area (parte norte da Califórnia, onde encontramos a maioria das empresas de tecnologia) que criou duas bebidas em parceria com chefs renomados. Uma das bebidas, chamada de Weyla, mistura o soro do leite que sobra de uma fábrica de laticínios em Sonoma com frutas, ervas e extratos vegetais.

Tem também a Bryner, uma bebida temperada que mistura a salmoura do picles e pode servir de ingrediente para o famoso drink Bloody Mary. A empresa também utiliza essa parceria com chefs para fabricar snacks que são famosos entre eles e utilizam os restos de quinoa das cozinhas dos restaurantes.

Outra empresa bem legal é a Coffee Cherry Company. Quando um antigo engenheiro da Starbucks se atentou para o desperdício de grãos de café que se dá pelo fato de pequenas frutinhas segurarem os grãos, fazendo com que apodreçam nas plantações, ele criou um novo processo que converte essas frutinhas em uma farinha. A startup, portanto, produz essa farinha e vende para que possa ser usada em bebidas ou bolos, tortas e outros “assados”.

E para finalizar, assim como a Render, a empresa com sede em Denver, The Real Dill, também utiliza a água do pepino que sobra após o processo de produção de picles (pepinos conservados em salmoura) como ingrediente para o drink Bloody Mary. Os norte-americanos gostam bastante de picles e Bloody Mary!

A empresa afirmou que, hoje em dia, está mais famosa pelo mix para Bloody Mary do que pela fabricação de picles – o produto ajudou a empresa a alcançar um marco de zero desperdício na produção. Ponto para o drink!

Quer conhecer outros produtos inventados para evitar o desperdício de alimentos? Continua ligado em nossos Menus do Dia!