A tequila de Elon Musk

O fundador da marca de carros elétricos Tesla, Elon Musk, anunciou neste fim de ano o lançamento de sua tequila após provocação feita no Dia da Mentira.

Em 1 de abril de 2018, Musk sugeriu a ideia no Twitter depois de afirmar que a Tesla havia falido. Seis meses depois ele estava entrando com os documentos para patentear a marca, que inicialmente se chamaria Teslaquila, e mostrou o protótipo da garrafa.

Dois anos depois, eis que o lançamento da bebida se tornou realidade. Sob o nome de Tesla Tequila, o produto vem numa garrafa em forma de raio - provavelmente uma alusão aos carros elétricos - e custa 250 dólares no site oficial.

Como tudo que envolve Elon Musk, o lançamento não aconteceu sem polêmicas. Representantes da indústria mexicana, como o Conselho Regulador de Tequila (CRT), entidade gerida pelo governo nacional, contestam o registro da marca, afirmando que remete a um nome já protegido.

Segundo informações da Istoé Dinheiro, o CRT estabelece uma série de regras para que a bebida chame tequila, como ser produzida nos estados mexicanos de Guanajuato, Jalisco, Michoacán, Nayarit ou Tamaulipas.

Já o órgão de patentes dos Estados Unidos diz que a Tesla apresentou um pedido de registro da “Teslaquila” como um “licor de agave destilado” e “licor de agave azul destilado”, e que registros semelhantes foram protocolados no México, na União Européia e na Jamaica. Agave é uma planta espinhenta bastante popular no México.

A Tesla Tequila é produzida pela marca de destilados a base de agave Nosotros Tequila, e a Speakeasy Co é a responsável pela distribuição do produto. O que acham da nova empreitada de Elon Musk?


Fonte: Dezeen