Adaptações e itens para festas de fim de ano em 2020

Seguindo a parceria entre GEPEA e a Food Ventures, este é o segundo e último texto de Dezembro com o tema “Impacto das festas de final de ano no setor alimentício”.


Hoje, abordaremos o tema Adaptações e itens para festas de fim de ano em 2020.


A parceria entre o GEPEA e a Food Ventures visa criar um conteúdo rico. O intuito é trazer a visão de negócios da Food Ventures em conjunto com a visão acadêmica da Empresa Júnior.


Aproveite a leitura!


Coca-Cola e a magia do Natal


A Coca-Cola é uma gigante global com mais de 100 anos de atuação na indústria de bebidas. Seu produto principal praticamente não se alterou durante todos esses anos e, apesar disso, a marca se mantém jovem e atualizada, preocupando-se com todas as gerações de seus consumidores.

O Natal é uma das datas mais esperadas do ano, uma festa onde costumávamos reencontrar famílias e amigos que moram longe. No ano atípico de 2020, com as orientações de distanciamento social por causa da pandemia, essa tradição terá que passar por adaptações também.


Pensando nisso, a mensagem da Coca-Cola este ano com seu filme publicitário “The Letter” (A Carta) é justamente “Neste Natal, o melhor presente é estarmos juntos”. Ou seja, mesmo que distantes, nos manteremos próximos. A Coca-Cola é conhecida pela herança de icônicas campanhas natalinas e esse ano não foi exceção.


Outra adaptação da Coca-Cola para o Natal foi o uso de realidade aumentada para incentivar as pessoas a ficarem em casa. Com o aplicativo Natal Coca-Cola, os usuários brasileiros podem ter acesso a diversas atrações natalinas:

  • O Caravana de Natal: com o celular apontado para o chão é possível ver os tradicionais caminhões iluminados da marca);

  • Árvore de Natal da Ponte Estaiada em São Paulo: árvore 3D em que podemos enviar mensagens que serão exibidas na árvore real pelo aplicativo;

  • Entre outros recursos.

Fonte: https://www.techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/2018/12/app-natal-coca-cola-mostra-ursos-com-realidade-aumentada-na-lata.ghtml

Vale ressaltar que o aplicativo é acessível para pessoas com deficiências visuais. Para pessoas com baixa visão, o aplicativo apresenta a opção com fontes maiores e um layout diferente. Já para quem tem daltonismo – o verde foi substituído por vermelho, preto e branco.

Adaptações nacionais


Segundo a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), três fatores impedem que as vendas de Natal em 2020 sejam tão boas quanto outros anos:

  • antecipação de compras na Black Friday;

  • redução do auxílio emergencial para R$ 300,00;

  • inflação de alimentos que resultou da alta do dólar.

Por causa dessas adaptações necessárias devido ao período de pandemia, que contribuiu para alta do dólar, estima-se que neste ano sairá o bacalhau português e entrarão peixes brasileiros, como merluza e tilápia, sairão as cerejas, pêssegos, ameixas e figos importados e entrarão nossas uvas, maçãs e peras.


O Brasil importou um total de R$1,85 bilhões em produtos tipicamente natalinos, como vinhos e espumantes, brinquedos, perfumes, castanhas, pescados, frutas típicas, roupas e carnes processadas, representando uma queda de 16,5% em relação a 2019.


Leia também: “ Os impactos da COVID-19 no setor de alimentação”


Orgânicos e Artesanais


Como vimos no texto anterior, as marcas e os especialistas do setor de alimentos acreditam que mais confraternizações vão acontecer, mas com menos pessoas reunidas em cada uma delas. Portanto, é previsto que os alimentos tradicionais da época, como o chester e o peru, terão presença garantida.


Uma novidade para o Natal lançada pela Seara atende vários critérios e tendências do setor. A ave orgânica, chamada de Fiesta, tem certificados de criação livre de gaiolas, ração orgânica e até um QR Code que permite ao consumidor rastrear toda sua trajetória, do campo até a mesa.

Fonte: https://www.hiperideal.com.br/ave-fiesta-seara-organico-temperado-1-unidade-5000g/p#!

O Bacalhau Incrível Seara também marca pontos no que diz respeito à tendência plant-based, pois oferece uma opção 100% vegetal feita de grão de bico, azeitonas e pimentões.

Para as comemorações de véspera de ano-novo, a inovação que vem é o Champagne artesanal. O famoso vinho espumante francês tem pertencido a uma indústria elitista de multinacionais e sem inovações há séculos. Porém, inspirados pela revolução das cervejas artesanais, os microprodutores de champagne artesanal agora procuram “seu lugar ao sol”.


Chamados de growers ou vignerons de Champagne, esses empreendedores representam uma nova força criativa para o setor de bebidas e destilados. O nome vem por eles serem donos das suas propriedades e produzirem as próprias uvas.

Os growers praticam a agricultura biodinâmica (orgânica e radical), experimentam técnicas, usam leveduras selvagens e fermentação em barris de carvalho. O objetivo do Champagne artesanal é ter um espumante com apenas o essencial e relembrar aos consumidores que antes de ser uma bebida glamurosa, é, antes de mais nada, um vinho.


A Food Ventures e o GEPEA desejam a todos os leitores e colaboradores um Feliz Natal e um próspero Ano Novo! Até 2021!

Acesse nossas redes sociais para mais informações e não percam!