Avós negras alimentam suas comunidades e passam a tradição adiante

Chegamos ao fim de novembro, época de Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos e mês da Consciência Negra para nós aqui no Brasil.

O site Civil Eats fez uma matéria bem legal sobre o programa Grandma's Hands (Mãos de avós, em tradução literal), em Portland, estado do Oregon. Neste programa avós negras estão revivendo conexões culturais, reduzindo a insegurança alimentar e apoiando produtores rurais não brancos.

Grandma’s Hands é uma plataforma para avós negras compartilharem suas receitas de família e tradições alimentares com as gerações futuras. Até agora, as 12 avós participantes já prepararam cerca de quatro refeições mensais para 30 ou 40 pessoas. Além da comida, fornecem uma sacola com produtos frescos vindos de produtores negros.

O programa junta todos os interessados virtualmente para que possam compartilhar receitas, dicas e experiências. O foco é facilitar o engajamento da comunidade e conectar seus membros através de alimentos naturais cultivados com muito carinho e práticas agrícolas.

O programa também tem ajudado a reduzir a insegurança alimentar, ao ensinar a geração mais nova os benefícios econômicos de cozinhar em casa para suas famílias. A ideia surgiu de algumas conversas sobre sustentabilidade alimentar e acesso a comida que Willie Chambers e Lynn Ketch da Rockwood Community Development Corporation (CDC) tiveram com Lisa Cline e Katrina Ratzlaff, CEO e diretora de avanço na Wallace, uma clínica de saúde comunitária.

Todo mês um grupo de 10 avós, recrutadas no boca a boca, se reúnem pessoalmente no Sunrise Center, em Portland, usando máscaras por conta da pandemia, e cozinham refeições para os participantes. Uma avó toma conta de cada refeição do mês e também oferece ajuda caso alguém tenha dúvidas sobre a receita ou a tradição culinária. Alguns participantes buscar suas refeições no Centro, enquanto outros se voluntariam para estregá-las.


Quer saber mais sobre o programa? Visite o site Civil Eats.