Dia Mundial da Abelha com Mbee

Dia 20 de maio celebramos o Dia Mundial da Abelha, data criada pela ONU. E, para não deixar esta data passar em branco, em parceria com a Mbee Mel, queremos trazer consciência sobre a importância desses bichinhos.


Engana-se quem pensa que a principal contribuição das abelhas no meio ambiente é a produção de mel. Elas são exímias polinizadoras, essenciais no cultivo de grande parte dos nossos alimentos. Sempre bom lembrar: sem abelhas, não há diversidade à mesa!


Você sabia que além da Apis mellifera - aquela abelhinha típica, com ferrão e listras pretas e amarelas -, no Brasil, existem mais de 300 espécies de abelhas nativas? Algumas delas produzem meles cheios de bossa, menos doces, mais ou menos ácidos, alguns até com certo amargor. Já provou? Pois devia!



Foto: Andre Matos

Agrotóxico, não! Abelhas, sim!


O uso desenfreado de defensivos químicos agrícolas está matando centenas de milhares de abelhas. Sem elas, além de ficarmos sem mel, própolis e pólen, ficaremos sem frutas e legumes, pois são elas as responsáveis pela polinização de 70% dos produtos agrícolas que consumimos.


Jataí, mandaçaia, borá, uruçu-amarela, tiúba… se formos falar o nome de todas as abelhas nativas brasileiras ficaremos aqui até amanhã - são mais de 300 espécies, todas sem ferrão!


Enquanto uma colmeia de Apis mellifera produz 25 kgs de mel por ano, a de melíponas, dependendo da espécie, produzem de 300 gr a 2,5 kg por ano. Esses meles - menos doces, ácidos e cheios de bossa - são verdadeiras joias e por isso gostamos de chamá-los de ouro líquido.


Ajude a divulgar esta causa, nossas abelhas pedem ajuda!



Foto: MBee