IKEA pretende veganizar seus restaurantes e produtos alimentícios

Atualizado: Jun 10

Você sabia que a gigante dos móveis para casa IKEA tem seus próprios restaurantes? Pois é, e agora ela pretende tornar 50% dos menus desses restaurantes plant-based até 2025. A ideia é buscar parcerias com startups que trabalhem com alimentos de base vegetal, para que ofereçam refeições acessíveis e baratas aos consumidores.

Além disso, a empresa suíça também determinou que 80% dos seus produtos comestíveis embalados fossem também plant-based. Em 2020, a empresa lançou um cachorro-quente vegano e almôndegas vegetais feitas de proteína de ervilha, batata, cebola e maçã, com a premissa de apoiar a sustentabilidade. Afirmam que as almôndegas vegetarianas produzem 4% de pegadas de carbono se comparadas com as tradicionais.

Para executar o plano até 2025, criaram um Programa de Aceleração em Inovação de Alimentos (Food Innovation Accelerator Program), onde trabalharão com startups do ramo para desenvolver soluções sustentáveis e inovativas, procurando focar mais na refeição final do que em ingredientes alternativos.

Levando em conta que 680 milhões de consumidores utilizaram os restaurantes e bistrôs da IKEA ao redor do mundo em 2019, podemos imaginar que o plano sustentável da empresa pode salvar o planeta de um impacto gigantesco em emissões de carbono.

O programa Food innovation Accelerator é apoiado pelo Impact Hub, e os interessados podem ler mais sobre no link.


Fonte: Green Queen