Mudanças no Food System para a próxima década

Por Beatriz Carneiro, numa parceria com a Food Ventures.

A cadeia de alimentos se modifica com o tempo, acompanhando as mudanças mundiais e se adaptando à realidade atual. Como vimos no texto “A cadeia de produção e sua complexidade”, da série de textos sobre Food System em parceria incrível com a GEPEA, a cadeia de alimentos é muito importante para a compreensão geral de como se dá a produção de alimentos.

Tendo isso em vista, o texto dessa semana trará quais são as mudanças previstas para a cadeia de alimentos nessa nova década.

Aproveite a leitura!

Não deixe de ler depois: “Indústria de alimentos: entenda os riscos e oportunidades de empreender no setor”.

População mundial e a indústria de alimentos

Aumento populacional e nova demanda de alimentos

Um dos maiores desafios que a indústria alimentícia irá enfrentar nos próximos anos é suprir a demanda alimentícia crescente. A população mundial vem crescendo e, com isso, torna-se cada vez mais difícil produzir e levar alimentos a todos. Segundo um relatório da ONU de 2019, a população mundial deve chegar a 9,7 bilhões nos próximos 30 anos. Com essa previsão, estima-se que a produção alimentícia deve aumentar mais de 70% para atender essa demanda.

Atrelado com a necessidade de aumentar a produção alimentícia, vale ressaltar também que 30% dos alimentos produzidos são jogados no lixo. Esse desperdício equivale a aproximadamente 1,2 bilhões de toneladas de comida e custa US$ 1 trilhão anualmente à economia mundial, de acordo com uma notícia da ONU do final de 2019.

Esses aspectos sociais refletem diretamente na indústria de alimentos. Iniciativas para a reutilização de alimentos, métodos mais eficazes e rápidos de produção, entre outras soluções vêm surgindo e tendem a ocupar um espaço cada vez maior na cadeia de alimentos. Um exemplo disso é o número cada vez maior de empresas que estão sendo criadas com esse apelo contra o desperdício ou a quantidade de empresas já existentes que têm aplicado novas estratégias para diminuir o desperdício.

Aproveite e leia também: “Subprodutos da Indústria de Alimentos: veja suas aplicações

Saúde e o consumo de alimentos

Em contrapartida, estudos dizem que 672 milhões de pessoas sofrem de diabetes, pressão alta e obesidade causadas por uma alimentação inadequada. Essa informação traz questionamentos importantes sobre como está a segurança alimentar mundial e sobre como a cadeia de alimentos deve mudar de forma a se adaptar a essa mudança.

Um ótimo exemplo é a iniciativa de algumas empresas de implantar um parâmetro mínimo de determinados nutrientes que são considerados saudáveis.

O consumidor também mudou

Novos hábitos alimentares

Como citado acima, os hábitos alimentares da população têm trazido consequências negativas à saúde mundial. A internet e o fácil acesso à essas informações fazem com que os consumidores fiquem cada vez mais preocupados em manter uma dieta mais saudável para amenizar tais consequências. Com isso, o padrão de compra muda bastante e os produtos como os orgânicos e integrais ganham mais espaço nas listas de compras.

Quer saber mais sobre como atender a demanda por produtos orgânicos? Leia também: “Produção de alimentos orgânicos: como fazer em grande escala

A tendência é que o número de empresas que produzem esses alimentos com maior apelo saudável e natural cresça muito e ganhe cada vez mais espaço no mercado. Isso fica nítido quando olhamos para números. Estudos apontam que cerca de 88% pagam preços maiores por produtos que sejam mais saudáveis.

Outros estilos de vida que vêm crescendo e promete se manter assim é o vegetarianismo e o veganismo. Essa mudança se torna muito clara quando se pensa no quanto empresas com esses tipos de produtos cresceram nos últimos anos. Um exemplo dinâmico disso é pensar em quantas opções vegetarianas ou veganas você encontrava no mercado a alguns anos e quantas opções encontra hoje.

Geração conectada

Quando pensamos em quem é o nosso consumidor, devemos pensar também na realidade em que ele nasceu, ou seja “sua geração”. Nos próximos dez anos, as pessoas da geração Z (nascidos a partir de 1995) se tornarão maioria na pirâmide de consumo e isso impacta diretamente a cadeia alimentar.

Essa geração nasceu conectada em um mundo onde a internet já existia e evoluiu muito rápido e por isso estão acostumados com os seus serviços e funcionalidades. Isso se reflete no aumento significativo de reservas feitas online, serviços de delivery e até mesmo compras cotidianas feitas virtualmente. É importante que a cadeia de alimentos esteja sempre se atualizando para acompanhar as novidades nas formas de vender e atender os consumidores.

Não deixe de ler também: “Tendências no mercado de alimentos para 2020

A questão ambiental

As questões ambientais nunca foram tão importante quanto são hoje. As pessoas estão cada vez mais preocupadas com o meio ambiente e os impactos humanos no mundo.

O primeiro e mais nítido reflexo dessa preocupação é a valorização de embalagens sustentáveis ou reutilizáveis. Discussões e inovações sobre esse tema não são novidade mas o assunto ainda é muito atual e tem muito a ser desenvolvido. Materiais inovadores e biodegradáveis tendem a substituir os materiais não-biodegradáveis que são comumente usados hoje. Outra alternativa é a utilização de embalagens reutilizáveis ou até mesmo modelar a experiência do cliente para que ele use seus próprios materiais para levar e guardar os alimentos.

Um exemplo é o conceito de alimentação sustentável. Ele inclui duas das tendências já citadas no texto, que é uma alimentação mais saudável e natural e o reaproveitamento de alimentos que seriam desperdiçados. Porém, também faz parte do conceito, a ideia de sustentabilidade, ou seja, embalagens e produtos que não sejam prejudiciais ao ambiente.

Quer saber mais sobre como sua empresa pode aplicar esse conceito? Leia também: “Alimentação sustentável: as principais práticas adotadas pelas empresas do setor”.

A questão social

Além das questões ambientais, as pessoas estão cada vez mais envolvidas em movimentos sociais e se preocupando com a origem dos produtos e os ideais das empresas que os produzem.

O reflexo disso na indústria de alimentos não diz respeito aos produtos da empresa, mas à sua imagem perante os olhos dos clientes. Com a internet e o fácil acesso a informação, os consumidores conseguem saber muito mais sobre como as empresas se portam e se posicionam acerca de questões sociais.

Com isso, começaram a ser valorizadas empresas que representam seus valores e que se engajam com movimentos sociais. Um exemplo de como a imagem de uma empresa pode mudar a visão de seus clientes sobre ela é o que aconteceu com a famosa franquia de sanduíches Madero.

O dono da franquia, com o início da quarentena, fez um comentário contra o isolamento social que repercutiu muito negativamente na internet, sendo matéria de jornais e gerando muita polêmica sobre os valores da empresa. Na internet, via-se muita gente falando que deixaria de ir nas lojas da franquia por causa do acontecimento. Isso mostra o quanto a internet e a maneira como a empresa se mostra nela é importante para que o consumidor se identifique com os ideais da empresa e continuem sendo ou se tornem um cliente.

A cadeia de alimentos é diretamente influenciada pela sociedade e com as várias mudanças que vêm e continuarão ocorrendo, pode-se perceber que a indústria de alimentos terá vários desafios, inovações e novidades nessa nova década.

Que outras maneiras de se adaptar a essas mudanças você pensou? Como a sua empresa pode acompanhar essas mudanças? Quantas soluções inovadoras irão surgir nos próximos anos?

Acompanhe os próximos conteúdos dessa parceria incrível com a GEPEA! Cada mês são produzidos conteúdos sobre temas relevantes para a indústria de alimentos!

Política de Troca, Entrega e Reembolso

Nossos Produtos são digitais e entregues de acordo com cada um dos planos.

Entrega: toda quarta newsletter free e toda segunda Mapa Startups

 

O reembolso do pagamento é feito apenas no prazo de teste grátis

 

Mais informações no e-mail de contato.
 

DADOS E CONTATO

Tel: (11) 99232-6210

Email:  info@foodventures.com.br

Food Ventures Consultoria em Inovações Ltda

CNPJ: 28.768.322/0001-02

Campinas , SP - Brasil

SIGA-NOS

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram
  • Facebook
  • Pinterest

© 2020 por FoodVentures